Entre Arte e Tradição: A Profunda Jornada nos Presépios do Museu de Arte Sacra de São Paulo

Entre Arte e Tradição: A Profunda Jornada nos Presépios do Museu de Arte Sacra de São Paulo

Entre Arte e Tradição: A Profunda Jornada nos Presépios do Museu de Arte Sacra de São Paulo.

Exploração museológica revela a riqueza cultural e artística na representação do Nascimento de Cristo ao longo dos séculos.

Presépio Napolitano O Museu de Arte Sacra de São Paulo – MAS.SP, instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, anuncia a exposição “As Tradições nos Presépios do Museu de Arte Sacra de São Paulo“, uma cuidadosa exploração da rica coleção que integra o destacado acervo da instituição, reconhecido como uma das mais expressivas compilações do gênero no país.

Entre Arte e Tradição: A Profunda Jornada nos Presépios do Museu de Arte Sacra de São Paulo
MAS_Gruta Napolitana
Entre Arte e Tradição: A Profunda Jornada nos Presépios do Museu de Arte Sacra de São Paulo

A mostra não se limita apenas a conjuntos escultóricos, mas inclui cenas pictóricas, ampliando a representação do nascimento de Jesus por meio de 50 diferentes cenas da natividade, possibilitando uma experiência imersiva nas raízes culturais e artísticas que permeiam essa tradição secular.

Aberta ao público a partir de 02 de dezembro, a mostra convida o público a explorar as diferentes facetas dessa expressão artística única, revelando as diversas formas como o nascimento de Jesus foi interpretado ao longo do tempo e em diferentes culturas.

As Tradições nos Presépios do Museu de Arte Sacra de São Paulo” propõe uma abordagem museológica que busca ampliar a compreensão da temática, destacando não apenas as peças em si, mas também a construção e representação do nascimento de Cristo ao longo dos séculos.

MAS_Presépio do Paraguai
Entre Arte e Tradição: A Profunda Jornada nos Presépios do Museu de Arte Sacra de São Paulo

Originada na Europa medieval, a tradição de montar presépios emerge como uma expressão singular da religiosidade popular, fundindo saberes artísticos e fazeres artesanais.

Os presépios não são apenas objetos de contemplação individual, mas sim manifestações artísticas destinadas à apreciação coletiva, transmitindo de forma viva e contínua a memória cultural de geração em geração.

Ramon Vieira, coordenador da mostra, enfatiza a importância da tradição presepista, afirmando: “Os presépios são testemunhas vivas da memória cultural, transmitindo conhecimentos, competências e habilidades ao longo dos séculos, de pais para filhos, de avós para netos.”

MAS_Presépio Húngaro
Entre Arte e Tradição: A Profunda Jornada nos Presépios do Museu de Arte Sacra de São Paulo

A seleção meticulosa dos conjuntos em exibição e o recorte específico do acervo foram guiados pelo compromisso de apresentar as tradições presepistas que moldaram essas obras. A diversidade de representações, influenciada pela origem e localidade, é um aspecto fundamental da exposição, destacando a riqueza e a vitalidade dessa tradição ao longo do tempo.

As Tradições nos Presépios do Museu de Arte Sacra de São Paulo” vai além da cena da Natividade, incorporando elementos folclóricos, pequenas caixas, lapinhas, miniaturas e figuras que enriquecem a narrativa do nascimento de Jesus.

MAS_Presépio Nigeirano

Destacam-se presépios de origem oriental, como Japão além do Zimbábue e da Nigéria, que carregam consigo elementos marcantes de suas civilizações. Adicionalmente, avultam as tradições portuguesas e italianas, que exerceram influência na forma como os presépios são montados no Brasil e na América Latina.

O conceito curatorial percorre desde o modelo moderno difundido por São Francisco de Assis, na cidade de Greccio, até as singularidades regionalistas internacionais (italianas, portuguesas e espanholas) e nacionais (baianas, mineiras, paulistas, cariocas, cearenses), caracterizando e distinguindo os presépios existentes no acervo do MAS.SP.

MAS_Presepio Rio de Janeiro
  • O Museu de Arte Sacra de São Paulo, instituição da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, é uma das mais importantes do gênero no país.
  • É fruto de um convênio celebrado entre o Governo do Estado e a Mitra Arquidiocesana de São Paulo, em 28 de outubro de 1969, e sua instalação data de 29 de junho de 1970. Desde então, o Museu de Arte Sacra de São Paulo passou a ocupar ala do Mosteiro de Nossa Senhora da Imaculada Conceição da Luz, na avenida Tiradentes, centro da capital paulista.
  • A edificação é um dos mais importantes monumentos da arquitetura colonial paulista, construído em taipa de pilão, raro exemplar remanescente na cidade, última chácara conventual da cidade.
  • Foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em 1943, e pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico e Arquitetônico do Estado de São Paulo, em 1979. Tem grande parte de seu acervo também tombado pelo IPHAN, desde 1969, cujo inestimável patrimônio compreende relíquias das histórias do Brasil e mundial.
  • O Museu de Arte Sacra de São Paulo detém uma vasta coleção de obras criadas entre os séculos XVI e XX, contando com exemplares raros e significativos. São mais de 10 mil itens no acervo.
  • Possui obras de nomes reconhecidos, como Frei Agostinho da Piedade, Frei Agostinho de Jesus, Antônio Francisco de Lisboa, o “Aleijadinho” e Benedito Calixto de Jesus, entre tantos, anônimos ou não.
  • Destacam-se também as coleções de presépios, prataria e ourivesaria, lampadários, mobiliário, retábulos, altares, vestimentas, livros litúrgicos e numismática.

MUSEU DE ARTE SACRA DE SÃO PAULO – MAS.SP

Presidente do Conselho de Administração – José Roberto Marcellino dos Santos

Diretor Executivo – José Carlos Marçal de Barros

Diretor de Planejamento e Gestão – Luiz Henrique Marcon Neves

Museólogo – Ramon Vieira

Veja também Lilian Schiavo assume como Vice Presidente e Secretária Geral da Câmara Brasil Peru

Entre Arte e Tradição: A Profunda Jornada nos Presépios do Museu de Arte Sacra de São Paulo

SERVIÇO

Exposição: “As Tradições nos Presépios do Museu de Arte Sacra de São Paulo

Coordenação: Ramon Vieira

Número de obras: 50 conjuntos

Técnica: pinturas, esculturas e objetos

Abertura: 02 de dezembro, sábado, às 11hs

Período: de 02 de dezembro de 2023 a 07 de janeiro de 2024

Horários: De terça-feira a domingo, das 09 às 17h (entrada permitida até as 16h30)

Local: Museu de Arte Sacra de São Paulo || MAS.SP

Endereço: Avenida Tiradentes, 676 – Luz, São Paulo (ao lado da estação Tiradentes do Metrô)

Estacionamento gratuito/alternativa de acesso: Rua Jorge Miranda, 43 (sujeito à lotação)

Tel.: 11 3326-3336 | 99466-6662 – informações adicionais

Ingresso: R$ 6,00 (Inteira) | R$ 3,00 (meia entrada nacional para estudantes, professores da rede privada e I.D. Jovem – mediante comprovação);Isenções: crianças de até 7 anos, adultos a partir de 60, professores da rede pública, pessoas com deficiência, membros do ICOM, policiais e militares – mediante comprovação; gratuidade para todos

  • PCDs mais um acompanhante, todos os dias. GRÁTIS AOS SÁBADOS

Acessibilidade:

  • Estacionamento com vaga exclusiva para deficientes e idosos, banheiro acessível e adaptado, rampa de acesso para cadeirantes na entrada do MAS, acessibilidade informacional com QR Code nas principais obras do acervo, acessibilidade física e comunicacional utilizando recursos multissensoriais como maquetes e peças táteis utilizadas pelo setor educativo, intérprete de Libras e profissionais bilíngues no atendimento de público, mediante agendamento, recursos digitais no site do museu, com a utilização de caracteres ampliado, Libras e trilíngue, audiodescrição.

Midias Digitais

Site: www.museuartesacra.org.br

Instagram: https://www.instagram.com/museuartesacra/

Facebook: https://www.facebook.com/MuseuArteSacra

Twitter: https://twitter.com/MuseuArteSacra

YouTube: https://www.youtube.com/MuseuArteSacra

Google Arts & Culture: https://bit.ly/2C1d7gX

Fonte Museu de Arte Sacra de São Paulo Assessoria de Imprensa – Silvia Balady – Fotos: Divulgação/Arquivo Pessoal

1 Comment

Comments are closed.