Auxílio emergencial será vinculado à aprovação da PEC

Auxílio emergencial será vinculado à aprovação da PEC

Auxílio emergencial será vinculado à aprovação da PEC. O encontro entre o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e o do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e com o ministro da Economia, Paulo Guedes, aconteceu hoje por hora do almoço. O chefe da Secretaria de Governo, ministro Ramos, também participou do encontro.

O tema foi o ”auxílio emergencial” finalmente as duas casas e o governo chegaram a um entendimento.

O acordo deve vir vinculada à aprovação da proposta de emenda à Constituição (PEC) do Pacto Federativo.

Ao menos por enquanto, a ideia é inserir uma cláusula de estado de calamidade dentro da PEC, para ativar um novo orçamento de guerra para pagamento exclusivo do auxílio emergencial em até quatro parcelas.

Auxílio emergencial será vinculado à aprovação da PEC

Segundo fonte Correio Braziliense, os repasses ocorreriam em março, abril, maio e junho.

Para isso as duas casas e givernos deverão aceitar o relatório modificado do senador Márcio Bittar (MDB-AC), e aprovar o texto sem modificações em 16 dias para garantir o socorro mês do ano.

Auxílio emergencial será vinculado à aprovação da PEC

O desafio, no entanto, é fazer a maioria absoluta do plenário das duas casas aceitar o , a contar de hoje, com o carnaval no meio do caminho, para garantir o socorro no terceiro mês do ano Março.

No próximo dia (18), o plano é apresentar o relatório de Bittar na reunião de líderes do Senado.

Veja também Xuxa conta ao podcast de Thais Roque sobre política

Após o encontro, os participantes conversaram tiveram uma coletiva a imprensa.

Em falas, disseram que a vacina e o auxílio são as pautas mais importantes do momento. “Só deixarão de ser prioridade quando a vacina acabar”, afirmou o demista mineiro.

Auxílio emergencial será vinculado à aprovação da PEC

Além disso, segundo ele, a aprovação da CMO permitirá o financiamento das vacinas. “Nossa expectativa é um auxilio suficiente para alcançar o maior número de pessoas com responsabilidade fiscal”

Fonte https://www.correiobraziliense.com.br/politica – Assessoria de Imprensa – Fotos: Divulgação / Arquivo Pessoal