Andressa Suita recorre à tecnologia para tratar varizes

Andressa Suita recorre à  tecnologia para tratar varizes

Andressa Suita recorre à tecnologia para tratar varizes com o especialista Dr. Gustavo Marcatto. Foto divulgação Dr. Gustavo Marcatto/Milton Flavio + Andressa Suita/Reprodução Instagram).

Dr. Gustavo, médico referência em vascular, explica mais sobre tratamento de varizes sem cirurgia, sem cortes e sem repouso.

A modelo e digital influencer, Andressa Suita, procurou o Dr. Gustavo Marcatto, médico vascular e referência na área, para realizar um tratamento de varizes com a técnica de CLaCS.

Veja também Cadence apresenta 2 produtos da nova Linha Quartzo para Dia das Mães

Andressa Suita recorre à tecnologia para tratar varizes

Ela é mãe do Gabriel, de 2 anos, e Samuel, de 1 ano, frutos do relacionamento com o sertanejo Gusttavo Lima, e contou que durante as gestações apareceram algumas varizes e vasinhos, que causavam dores e cansaço nas pernas.   

“Esse tratamento que eu indiquei para a Andressa foi feito aqui no meu próprio consultório e não precisa de cirurgia em hospital, não precisa de corte e nem de repouso. Eu uso laser e no mesmo procedimento já é possível eliminar as varizes e os vasinhos.

Resolvemos o problema todo com um tratamento e ela pode manter a rotina de atividades sem nenhuma restrição, sem risco de trombose, sem manchasrelata Dr. Gustavo. 

Confira Westwing + Carandaí 25: uma celebração à moda autoral brasileira

Eu tive algumas varizes na gestação, algumas não, várias rs. Ele fez uma mágica nas minhas pernas com lazer e aplicação de CLaCS e a gente completou também com glicose.

Ele clareou bastante e não dói. Eu vou voltar daqui há um mês para fazer mais aplicações e vou mostrar pra vocês”, contou Andressa nas suas redes sociais quando realizou o procedimento.

(Andressa Suita/Reprodução Instagram) Um estudo da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV) diz que até 85% da população feminina adulta apresenta algum grau de varizes.

Andressa Suita recorre à tecnologia para tratar varizes

Essa doença ainda é um tabu, e muitas pessoas, principalmente mulheres, não buscam tratamento por medo, vergonha ou falta de informação. É possível sim tratar varizes sem ter que recorrer a cirurgia, repousos ou pós-operatórios longos.

Dr. Gustavo Marcatto conta que é possível sim tratar varizes sem cirurgia, em pouco tempo e sem repouso com o uso de técnicas modernas e não invasivas, que necessitam de poucas sessões. Em resumo, as varizes são veias dilatadas que já não são capazes de realizar adequadamente sua função de levar o sangue de volta ao coração.

As varizes geralmente comprometem mais os membros inferiores, que podem causar dor e inchaço nas pernas, além de mexer com a autoestima. “A maioria dos casos de varizes é observada no sexo feminino e pode ser causada por histórico familiar, obesidade, tabagismo, sedentarismo, uso de pílulas anticoncepcionais”, complementa Dr. Gustavo Marcatto. 

Andressa Suita recorre à  tecnologia para tratar varizes

Os principais sintomas são: aparecimento de veias azuladas e muito visíveis; Agrupamento de pequenos vasos avermelhados; Sensação de peso nas pernas; Sensação de pernas ardendo; Câimbras; Inchaço nas pernas, em especial ao final do dia. “além de afetar a aparência, a doença causa inchaço, dor, cansaço e pode levar a feridas e até trombose”, explica Dr. Gustavo. 

Em conversa com o Dr. Gustavo sobre os novos tratamentos de varizes, ele destacou duas técnicas mais efetivas: a primeira, CLaCS (Cryo Laser & Cryo Sclerotherapy) criada pelo Dr Kasuo Miyake que, guiada pela realidade aumentada, identifica os vasos e utiliza a sinergia entre o laser e a escleroterapia.

“É um método seguro que evita em 85% os casos de cirurgia eliminando as varizes e os vasinhos que não leva à internação ou ao repouso, deixando as pernas bonitas e saudáveis no mesmo procedimento”, explica Dr. Marcatto.

 A segunda é mais específica para varizes grossas e a veia safena. “Antigamente para tratá-la era preciso fazer cortes na perna e ficar mais de 30 dias de repouso. Hoje, com o Endolaser não há necessidade.

A paciente realiza o procedimento na própria clínica e volta para casa andando”, descreve Dr. Gustavo. Dr. Gustavo é membro titular da Sociedade Brasileira de Laser em Medicina e Cirurgia (SBLMC).

O vascular atende pacientes de todo o Brasil e de alguns outros países como, por exemplo, Paraguai, México, Colômbia, Venezuela, Estados Unidos, Portugal, Suíça, em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo.

Andressa Suita recorre à tecnologia para tratar varizes

Nesse mês, Dr. Gustavo Marcatto começa a atender também na Human Clinic, na zona Sul de São Paulo.

Fonte Amanda Galdino Assessoria de Imprensa – Fotos: Divulgação / Arquivo