Wanderléa lota teatro do Clube Paulistano em Sao Paulo e faz um show inesquecivel

Wanderléa lota teatro do Clube Paulistano em Sao Paulo e faz um show inesquecivel

Wanderléa lota teatro do Clube Paulistano em Sao Paulo e faz um show inesquecivel! 

Wanderlea In Concert Clube Paulistano. A icônica cantora Wanderléa lotou as dependências do luxuoso Teatro do Clube Paulistano com um show onde resumiu toda sua carreira de seis décadas.

A cereja do bolo foi sua filha e de seu marido Lalo Califórinia (seu produtor e guitarrista, em destaque nos shows pelo Brasil), a lindíssima Jadde Flores, que cantou e dançou com performances que encantaram a alta roda paulistana.

Wanderléa lota teatro do Clube Paulistano em Sao Paulo e faz um show inesquecivel
Wanderlea Salim, Jadde Flores -filha Wanderleá

A direção e realização do espetáculo foram de Thaigo Marques Luiz dentro do programa 70+ do tradicional Clube.

Nota da Redação: LALO CALIFORNIA E chileno de santiago, músico guitarrista, compositor, arranjador é produtor musical. Radicado no Brasil na cidade de São Paulo. Desenvolve trabalhos instrumental e Trilhas para Cinema.

Wanderléa e seu livro autobiográfico Foi Assim:Wanderléa começou a escrever ”Foi assim – Autobiografia como uma espécie de terapia”. Ícone da Jovem Guarda, apelidada de ternurinha por todo o Brasil, a cantora tomou a caneta para relembrar momentos difíceis.

 Ovadia Saadia Presidente Febracos, Wanderlea Salim, Jadde Flores -filha Wanderleá

Escreveu, em formato de diário, sobre dois abortos realizados antes dos 30 anos, a morte do pai, o acidente que fraturou a coluna do marido, José Renato, a perda do filho Léo, aos dois anos, a morte do irmão querido e o assassinato da irmã.

Quando uma editora descobriu o material, quis publicá-lo, mas Wanderléa não tinha certeza. Não aceitei de cara, conta.

Mesmo depois de ter dito sim para a editora, fiquei ainda uns 15 anos com esses escritos guardados. Eu tinha um ciúme, um apego, porque você escrever na primeira pessoa é uma coisa muito delicada. Foi muito difícil entregar o trabalho.

Wanderlea Salim

Ao receber a autobiografia, a editora achou que os relatos das tragédias vividas pela cantora ocupavam espaço maior que as realizações da carreira. Com a ajuda do jornalista Renato Vieira, Wanderléa se debruçou então sobre os louros para dar a Foi assim um equilíbrio que ela mesma já havia encontrado há muito.

Eu me identifiquei logo de cara com o Renato porque ele sabia tudo da minha carreira e me ajudou a revisitar as memórias dos bons acontecimentos da minha vida. Foi um processo interessante porque eu relembrei coisas de início de carreira, garante.

Wanderléa lota teatro do Clube Paulistano em Sao Paulo e faz um show inesquecivel

Wanderléa estreou nos palcos ainda menina. Nos anos 1950, aos 9 anos, ganhou o concurso do programa de televisão A mais bela voz infantil. Não foi o primeiro, mas foi um marco que levaria a voz da artista para todo o país.

O encontro com Roberto Carlos aconteceria poucos anos depois, quando os dois passaram a frequentar o estúdio da mesma gravadora, antes de começarem a gravar, ao lado de Erasmo Carlos, o programa Jovem guarda, veiculado na TV Record entre 1965 e 1968.


Foi assim é cheio de detalhes dessa trajetória. O primeiro beijo roubado por Roberto Carlos, o sucesso, a rejeição e, mais tarde, a aceitação do pai para a carreira da filha, a rebeldia que a fazia comprar motos e carros esportivos conversíveis, as apresentações em um leprosário quando ninguém queria interagir com os doentes, tudo escrito com muita generosidade e sinceridade.

O toque pessoal está presente, apesar de Wanderléa ter contado com a ajuda de um jornalista para escrever e organizar as histórias. Há datas, mas nem sempre elas estão presentes, e o tom confessional está por todo o livro. As passagens mais marcantes são as mais trágicas.

O acidente de José Renato, o primeiro marido, filho de Chacrinha, durante um mergulho em uma piscina não foi o primeiro drama da cantora, que perdera uma irmã, assassinada por uma bala perdida, e o pai, de quem era muito próxima.

Anos depois, Wanderléa perderia também o filho Leonardo, o primeiro do casamento com Lalo, com quem se casou depois de se separar de José Renato.

Leo morreu afogado na piscina de casa enquanto a mãe gravava uma participação no programa de Flávio Cavalcanti, no SBT.

A cantora conta que nunca teve tempo de viver profundamente seus lutos por conta da carreira, que se desenvolvia muito bem.

”Normalmente, você tem um tempo para destilar tudo, e eu não tive, lembra.”

Mãe de Yasmin e Jadde, casada com o guitarrista chileno Lalo Califórnia há 43 felizes anos e já avó, Wanderléa embarcou em uma experiência que nunca havia vivido.

Em abril, de 2017 ela estreou o musical 60! Década de arromba, dirigido Frederico Reder e no qual vive ela mesma.

O espetáculo foi um passeio musical pela década que teve movimentos como a Bossa Nova, a Tropicália e a Jovem Guarda.

Foi diferente de fazer um show. O sucesso foi retumbante de deu novo rumo a carreira de sucessos, com apoio de uma nova geração.

Veja também Thiago e Graciano divulgam segundo EP de Onda de Amor

Fonte Ovadia Saadia Assessoria de Imprensa – Fotos: Divulgação/Arquivo Pessoal

1 Comment

Comments are closed.