Rose Scalco é capa da Revista MaisBonita Edição On line 21

Rose Scalco é capa da Revista MaisBonita Edição On line 21

Rose Scalco é capa da Revista MaisBonita Edição On line 21. Atriz, advogada e apresentadora fala sobre renúncias, superação, recomeços e o direito da mulher à liberdade de estar onde quiser.

Nascida em uma família com ascendência italiana na cidade de Pérola, no Paraná, Rose Scalco sonhava desde pequena em ser atriz.

Começou a trabalhar como modelo aos 15 anos de idade, em Londrina (PR), mudando-se aos 18 para o Rio de Janeiro, em busca de seus sonhos.

Rose Scalco é capa da Revista MaisBonita Edição On line 21
Rose Scalco é capa da Revista MaisBonita Edição On line 21

Com uma beleza única, a então estudante de Comunicação Social usava o cachê das fotos para pagar as aulas de teatro no Tablado – onde fez curso com Ricardo Kosovski e as peças “A vida como ela é” e “Só eles o sabem“ – e na Casa de Artes de Laranjeiras (CAL), depois aperfeiçoando ainda mais as artes cênicas em outros 12 cursos de interpretação para TV.

Estrelou  no final dos anos 1990 muitas capas de revista, editoriais de moda e publicidade de produtos de cabelos e de biquínis. Para a televisão, protagonizou comerciais – em um deles, de cerveja, foi dirigida por João Salles – até receber o convite para estrelar a abertura da soap rap “Malhação”, à qual mais tarde faria participação.

Veja Fenaj: Manifestação pela inclusão de jornalistas para vacinação a imprensa

Como atriz, fez “Você Decide”, “Caça-Talentos” e “Turma do Didi”, e ainda participou dos programas “Domingão do Faustão” e “Vídeo Show”.

A estrela encenou a maioria dos clássicos infantis no teatro, além da peça “Três é Melhor”. Com o filme “O lado certo da vida errada”, com Francisco Milani, retirou o registro profissional de atriz, em 1996.

Confira também Dani Brasil, o DJ que bombou na World Pride em Nova York e no mundo

Rose Scalco é capa da Revista MaisBonita Edição On line 21

Rose sempre acreditou que beleza não era tudo, e que deveria desenvolver conteúdo por meio de estudos frequentes. Os livros de Constantin Stanislavski e Lee Strasberg, como Mestres e outros clássicos, tornaram-se seus guias.

De personalidade forte, responsável e determinada, Rose precisou desbravar outros caminhos profissionais, pois a carreira de modelo, efêmera e com rentabilidade sazonal – não lhe daria o suporte necessário para ter seu primeiro filho.

. Como um reflexo de sua cor favorita –  o vermelho, que significa a necessidade de sobrevivência e traduz ação, energia, coragem e transformação – a artista mudou suas prioridades frente às adversidades, que lhe fizeram renunciar à carreira artística e escolher a advocacia. Em 2015, a diva conciliou ambas as vocações e apresentou o programa ‘Entrelinhas”. No ano seguinte, foi colunista da revista “Diference”, do Paraná, onde voltou a residir por três anos.

Já viu Brasil vacinou 10,40% e os USA já atingiu a meta com sobra de vacinas

Defensora incansável dos direitos da mulher e sensibilizada pelo alto índice de feminicídio no Brasil, a atriz e advogada é a idealizadora do movimento “Justiça de Salto Alto – Do Despertar à Superação”, que lança um olhar diferenciado para a vítima de violência doméstica e luta contra o patriarcado, entre outras abordagens a assuntos do universo feminino e em defesa das crianças.

O Movimento também propaga a reflexão e o debate sobre temas importantes da atualidade, como o Transtorno de Personalidade Narcisista, que assola muitas famílias e ainda é tabu.

Rose Scalco não para de correr atrás de seus sonhos. Acredita que a verdadeira força de uma pessoa está na alma de quem reconhece seu real valor.

Ainda intencionada em associar ambas as profissões que desempenha e ama, ela pretende resgatar sua carreira com uma peça ou um curta-metragem inspirado no Gaslighting, uma forma de manipulação psicológica que faz com que a vítima duvide da própria percepção e sanidade.

O termo veio do teatro em 1938, foi estrelado no cinema em 1944 por Ingrid Bergman e hoje é utilizado pelo mundo jurídico, como uma das formas de violência psicológica.

Porém, adveio a pandemia, a artista precisou novamente se reinventar: criou no Instagram o programa “Recordar é viver de quem sempre é sucesso“, onde recebe artistas em lives que contribuem com a cultura neste período crítico de isolamento social. Rose acredita que a ARTE é fundamental neste momento e diz:  “ a ARTE existe para que a REALIDADE não nos destrua.

Confira a entrevista Revista MaisBonita On line

Jornalista: Cecília Bahia  e Irma Lasmar

Network: Maria Verônica

Fotos da Capa Rose Scalco:

Beleza e foto: @beauty_aramisfreitas

Jóias: @ricardovelosodesigner

Diretor de design: André Lap

Web design: Adriel Alves

Design: Aija Alves

Fonte Andre Lap – Assessoria de Imprensa – Fotos: Divulgação / Arquivo Pessoal – Acima